"Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer." [M.S.T.]

8.3.09


Quis muito esquecer-te. Acreditar que tinhas morrido em mim. Mas a ausência não esmorece o que sinto por ti. Mesmo sem saber o que é isto que sinto. Quis prosseguir. Continuar em frente. Sem caminhos pré-definidos. Nem objectivos para cumprir. Quis muito esquecer-te. Limpar-me do teu cheiro. Do teu sorriso. Das mãos que me percorriam e enebriavam.
Não temos falado. Mesmo sabendo que ESTÁS AÍ. Não falo. Mas tu também não me dás sinal de vida. Do sangue que percorrer o teu corpo a cada segundo. Queria ser esse sangue. Mas vejo que não sou nada. Sei que já não lês o que escrevo. Mas se um dia quiseres muito esquecer-me, diz-me. Para nos esquecermos juntos do que aconteceu. Assim pelo menos, estamos unidos em alguma coisa.
Com um abraço. Como aquele último. Lembras-te? Quando decidiste que não ias embora aquela noite. Aquela noite...

4 comentários:

  1. quando abraças-te naquela noite tambem estavam juntos,logo aí...nao si foi embora porque se pereu na imensidao do abrça,e tudo o que transporta...com um beijo

    ResponderEliminar
  2. "For what it’s worth, it’s never too late, or in my case too early, to be whoever you want to be. There’s no time limit... start whenever you want... you can change or stay the same. There are no rules to this thing. We can make the best or the worst of it. I hope you make the best of it. I hope you see things that stop you. I hope you feel things that you never felt before. I hope you meet people with a different point of view. I hope you live a life that you’re proud of and if you find that you’re not, I hope you have the strength to start all over again." ;)

    ResponderEliminar
  3. tu escreves como ninguém. pões sentimento(s) em todas as palavras. é lindo... :) *

    ResponderEliminar
  4. Vim parar a este blog por um acaso...Vou ter que lhe dizer : a Teresa escreve "como o caraças"!!! Se calhar não foi um acaso....

    ResponderEliminar

.