"Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer." [M.S.T.]

3.1.10

:: Quando gosto, gosto muito

Gosto de mãos.
Gosto de sentir frio.
Gosto da Bahia.
Gosto de café. Muito. Muito. Muito.
Gosto de cigarros e cigarrilhas.
Gosto de amar.
Gosto de me sentir amada.
Gosto da minha família.
Gosto da minha afilhada e da Babá. Mais que tudo no mundo.
Gosto de admirar a minha mãe.
Gosto de me perder.
Gosto de esplanadas.
Gosto de verniz vermelho.
Gosto de cabelos compridos.
Gosto dos meus amigos. O meu porto seguro.
Gosto dos meus novos amigos.
Gosto de beijos. Todos. Todos. Todos.
Gosto de quando me apaixonava por desconhecidos, apenas por segundos.
Gosto de saladas.
Gosto de ser princesa na vida de muita gente.
Gosto de música brasileira.
Gosto de abraços. Mais que muito, muito, muito.
Gosto do meu blogue.
Gosto de andar de comboio.
Gosto de piscar o olho.
Gosto de sorrir. De verdade.
Gosto de quando é Verão e tudo parece perfeito e quando é Inverno e volta tudo a ser mais perfeito ainda.
Gosto de ser conduzida.
Gosto de mimos. De dar mais do que receber.
Gosto de me entregar de corpo e alma.
Gosto quando dizem que sou única.
Gosto do Porto. Gosto da Póvoa. Gosto de Braga. Gosto da Guarda.
Gosto da vida. Gosto de a viver intensamente. De dar tudo.
Gosto de me apaixonar.
Gosto de mim.
Gosto.
Gosto de tantas coisas.
Gosto do teu beijo.
Gosto desta sensação.
Gosto de ser muito feliz.
Gosto de ti. Gosto de todos vocês. Gosto muito.

Sem comentários:

Enviar um comentário

.