"Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer." [M.S.T.]

10.1.09


'A. sempre quis ser feliz. Estar apaixonada, amar e sorrir muito. Conhecer, desbravar montanhas e ultrapassar barreiras, ir mais além e alcançar uma espécie de plenitude. Sempre quis correr atrás do pouco provável porque impossíveis não existem. Quis fazer muitas amizades, preencher o coração com muito amor e dar muito amor aos outros. Espalhar magia, ternura, amizade e vontade de viver. Quis sonhar a vida toda, fazer novas amizades e manter as que quer que perdurem. Quis aprender sempre mais, ajudar os outros e fazer voluntariado. Acalenta a esperança de um dia ser possível. Eramus colocou de parte, ficar a estudar onde ficou revelou-se uma boa surpresa e dá por si a sorrir. Afinal, os planos modificaram-se com o decorrer do ano, apaixonou-se e sente-se bem assim. Mas quer inovar, remodelar, apaixonar-se ainda mais. Por músicas, fotografias, livros, exposições, sorrisos, recantos, viagens, família, amigos, teatro, cinema... E em 2009 continua a querer tudo o que sempre quis. E no contexto da temporalidade pensa muitas vezes numa certeza que a leva a sorrir muito e a sentir o coração bem quentinho e aconchegado. É que afinal em diferentes contextos um dia pode corresponder a uma semana, e nesta ordem de ideias uma amizade ou qualquer outra espécie de sonho que A. acalenta, demora pouco mais que uns dias para ser consolidada. É possível investirmos nos outros mesmo que eles estejam longe de nós, desde que os queiramos manter perto de nós. Em 2009 A. vai fazer os possíveis para manter quem gosta, o que gosta e o que espera e supõe vir a gostar sempre por perto!'

1 comentário:

.