"Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer." [M.S.T.]

13.2.09

olha, eu não sou a tua pessoa! vê se percebes isso. posso pensar de vez em quando no teu corpo, mas é só isso. não nego que me vens à ideia um milhão de vezes por dia. mas são só as tuas mãos, os teus lábios, o teu abraço. mais nada, percebes isso? um dia vou atravessar a rua e posso conhecer a minha pessoa, que não és tu. 'Tás a ver? posso passar as minhas mãos no teu cabelo, sim, falta-me isso de vez em quando. Mas assim que eu encontrar um cabelo mais macio que o teu, tu desapareces. Percebe, miúdo!

[adaptado de http://gxxvn.blogspot.com/]

2 comentários:

.